Solução sustentável para o óleo de cozinha.

Desenvolver novas tecnologias que possam aliar sustentabilidade e maior conscientização ambiental foi o objetivo da Eluma, marca da Paranapanema, em parceria com a Construtora Ecoesfera e a Prolux Engenharia ao criar um sistema que permite o descarte adequado do óleo de cozinha usado, além do melhor reaproveitamento do resíduo. A iniciativa está sendo implantada com sucesso em empreendimentos de Belo Horizonte (MG), Fortaleza (CE) e em Santo André, município da Região Metropolitana de São Paulo.

 

O projeto contribui para evitar a contaminação da água, já que 90% dos consumidores brasileiros ainda têm o hábito de jogar óleo, proveniente de fritura e do preparo das refeições, em pias e vasos sanitários. Esse ato corriqueiro e “aparentemente inocente” nas residências causa um efeito devastador na natureza. Para se ter ideia do impacto, um litro de óleo despejado pela tubulação pode poluir cerca de 100m³ de água, o que chega a encarecer o tratamento hídrico em até 45%, além de agravar o efeito estufa, considerando que a decomposição de compostos orgânicos gera gás metano e é mais agressivo do que o gás carbônico para o meio ambiente.

 

Esse óleo viscoso e escuro também dificulta a passagem de luz na água e no seu fluxo, retarda o crescimento vegetal, além de impedir a transferência do oxigênio para a água, o que prejudica a vida nestes ecossistemas.